Pet

Labrador → Alegre e Divertido é o Cachorro Ideal Para Crianças

O labrador talvez seja um dos cachorros mais cobiçados no mundo todo. Ele é dócil, amigável, inteligente e é um dos cães mais versáteis que existem.

Alguns deles são utilizados como cães farejadores, cães guia para pessoas cegas e são excelentes como cães domésticos.

Os labradores são bem extrovertido e por todos os lugares que eles vão eles fazem a festa.

Hoje em dia, são facilmente reconhecidos em programas de televisão, em comerciais e até mesmo em fotografias espalhadas pela internet ou por produtos direcionados ao mundo Pet.

Sem dúvida nenhuma, o labrador é um cão que pode fazer qualquer pessoa muito feliz apenas com a sua presença.

História do Labrador

O labrador é um cão que foi extensamente difundido no mundo todo. Porém, acredita-se que a sua origem se deu em uma região perto do Canadá, chamada Labrador, que é justamente de onde vem o nome da raça.

Em suas origens ele era um cão destinado a ajudar tarefas aquáticas. Esses cães pescavam, ajudavam a puxar pequenos barcos para dento do mar e ajudava os pescadores com o que eles precisassem em uma infinidade de tarefas.

Por pouco, quase que toda a raça foi extinta, e logo após esse “alerta” no século XIX, esses cães foram levados para a Inglaterra e foram cruzados com a outra raça Retriever, que é de onde o segundo nome da raça vem ( para quem não sabe, todo labrador se chama Labrador Retriever, assim como Golden Retriever e outras raças semelhantes ).

Durante seu tempo na Inglaterra, os labradores passaram a ter a sua famosa fama que permanece até os dias de hoje a respeito de serem fortes cães de caças.

Todavia, sem alguma razão muito específica ( talvez apenas para priorizar uma espécie de padronização da espécie ) os labradores que saiam na cor amarelo ou na cor chocolate eram sacrificados, e somente no século XX eles passaram a ser aceitos.

No inicio dos anos 90, o labrador se tornou a raça mais popular da América e continua até os dias de hoje a crescer esse número de apaixonados pela raça que dispensa comentários.

Labrador Retriever

Como citado anteriormente, para a garantia da espécie, os labradores que quase sofreram processo de extinção foram cruzados com os cães da raça Retriever, que estavam localizados na Inglaterra.

Dessa forma, a raça labrador permaneceu em crescimento e depois deu origem a várias outras raças. Uma dessas raças que tem um dos maiores destaques é o Golden Retriever, que na verdade consistem em um labrador com uma variedade na sua pelugem.

Seu pelo é mais longo e grosso, e a raça ainda apresenta todas as características inicias de um Labrador Retriever.

Filhote

Os filhotes de labradores são facilmente reconhecíveis e é bem provável que você já tenha visto a fotografia de algum deles, seja em um produto para cães ou seja em algum comercial de televisão.

Os filhotes possuem um tamanho relativamente “grande” ( se tratando de um filhote ) e já apresentam um porte físico que chama a atenção.

As patas de um filhote também são características de destaque, onde desde pequenos já apresentam um tamanho e uma força considerável.

Outra característica inconfundível é o seu focinho e suas orelhas caídas, que são os aspectos mais reconhecíveis de um labrador.

Os filhotes apresentam uma grande capacidade para se expressar e praticamente todas as pessoas que passam algum tempo com eles já sente que os cães são amigos para a vida toda.

Eles são extremamente extrovertidos, amigáveis, alegres e brincalhões, e durante toda a vida da raça essas qualidades continuam a ser afloradas.

Um ponto importante, é que um labrador não gosta de ficar sozinho e também precisa ser estimulado para brincar, até por que ele mesmo não vive sem poder fazer alguma gracinha.

É um cão que realmente atrai muitas pessoas e talvez seja uma dessas razões o motivo de tamanha popularidade no mundo todo.

Fêmea

Um labrador fêmea costuma como de praxe ser menor que o um cão macho. Fora a característica da altura, poucas diferenças existem em relação ao seu comportamento ou características físicas.

Uma única questão aparente, é que as fêmeas aparentam ter uma maior disposição para o ganho de peso ( principalmente depois de serem castradas ).

Fora essas características, o comportamento entre ambos os sexos são praticamente idênticos, eles permanecem brincalhões, extrovertidos, amáveis e carismáticos.

Labrador “Peludo”

Algumas pessoas ficam confusas quando observam que um labrador pode ter muito mais pelo que o outro. Na verdade, essa variação quase sempre se trata do labrador Golden Retriever.

Esses cães possuem uma pelugem mais longa, mais densa e que dá mais impermeável para o animal.

Essa variação foi especificamente criada no Reino Unido ( na Inglaterra ) e seu foco era principalmente a busca e a caça nas montanhas.

Por essa razão, o cruzamento entre espécies procurava um cão com as características de obediência, inteligência e uma característica calma. Todas essas qualidades resultavam em um cão que possibilitava um adestramento mais fácil e que certamente se tornaria extremamente capacitado para desempenhar suas funções.

O labrador, foi o cão de origem e foi o cão que realmente fez essa raça virar realidade.

Como você pode imaginar, boa parte dos cães dessa raça tem a pelugem dourada ( uma espécie de creme e branco misturados ) e é daí que surgiu o seu nome Golden – dourado em inglês.

O seu segundo nome ( o nome Retriever ) se deu em função de um grupo de raças com características especificas que eram encontradas no Reino Unido.

Hoje essa raça assim como os labradores ainda possui um papel ativo na sociedade e é bem cobiçada por muitas pessoas.

Eles continuam sendo fundamentais para cumprir funções como importantíssimas na sociedade, como por exemplo, ser um agente fundamental em terapias que auxiliam a pessoa a sair da depressão ou de algum quadro clínico profundo.

As Cores do Cão

O labrador é uma das raças que apresenta poucas variedades de cores. Em suma, só existem três cores, e são elas:

  • A cor preta.
  • A cor amarela ( que também pode ser chamada de creme ou branco ).
  • A cor marrom ( que algumas vezes é chamada de chocolate ).

 

Em todas essas cores podem existir algumas pequenas variações nas tonalidades, porém, as cores não costumam variar para nada além dessas três e sua pelugem normalmente é toda uniforme ( não apresenta pinta, ou manchas ).

Preço

O preço de um labrador por se tratar de um cão largamente procurado tende a ser um pouco mais alto, principalmente se ele for de canil. Em média o preço fica em cerca de 1,200 reais e o seu valor pode chegar ou ultrapassar a marca de 2,500 reais.

Caso você escolha por um exemplar da raça que seja de um criador ou de um canil especializado, espere por um valor próximo da casa dos 3,000 reais.

Importante ressaltar que hoje são encontradas algumas raças “misturadas”, e quase nunca os filhotes de labrador são realmente puros a não ser que você procure especificamente por essas características.

Em alguns raros casos, existem pessoas que vendem o animal por cerca de 500 reais, porém, toda a cautela é necessária com esses casos e você precisa se certificar de várias questões antes de poder comprar o animal.

Faça todo o protocolo de visitas: verifique o ambiente em que o cão está, verifique se ele está bem cuidado, se ele está perto da cadela mãe e também verifique se ele está sendo amamentado. Uma rápida olhada no ambiente em que o cão se encontra vai lhe responder todas essas questões sem maiores problemas.

Outro problema muito comum para você observar é a respeito das vacinas e também dos remédios contra vermes. Essas duas medidas são fundamentais para garantir a segurança da saúde do seu filhote.

Lembre-se que todas essas cautelas são fundamentais para o desenvolvimento saudável do seu filhote. Caso você não consiga fazer uma visita por recusa do vendedor, a melhor opção que você pode fazer é realmente procurar outro.

E caso você encontre muitos problemas ou sinta que não consegue fazer todo o processo sozinho ( ou sozinha ), procure por um canil especializado. O valor tende a ser mais alto, mas o animal irá possuir pedigree e também estará com chances muito maiores de ser bem cuidado, o que evitará problemas maiores para você, e é claro, para o seu cãozinho.

Cruzamentos

Principalmente aqui no Brasil, é possível que você veja a mistura da raça labrador com várias outras raças de médio/grande porte. As orelhas caídas quase sempre são um indicio fundamental de que um animal tem alguma descendência de labradores, no entanto, não é sempre que essa suspeita se torna verdadeira.

Várias pessoas fazem esse cruzamento entre espécies sem se preocupar com a estética ou com certas características da raça. O cruzamento se da de forma espontânea e basicamente a sua função é apenas a procriação, sem se levar em conta diversos fatores.

Basicamente, são encontrados no Brasil dois cruzamentos entre raças que podem ser vistos de uma maneira “frequente”. São as raças:

  • Vira-lata
  • Pitbull

O labrador tende a ter um cruzamento interessante com as duas raças. Quando o cruzamento é feito com um pitbull o cão passa a ter um porte muito forte, e algumas características dos dois animais são preservadas. Como a orelha do labrador e a musculatura exacerbada do pitbull.

Quando o ponto é vira-lata e labrador, essa talvez seja uma das misturas mais comuns. O resultado quase sempre é um cão muito agradável e muito bonito. Todavia, não existem características “padronizadas” para esse tipo de cruzamento, justamente por se tratar de uma raça que apresenta características que são extremamente variadas.

Alguns cuidados para você ter com o seu labrador!

Caso você decida realmente comprar um labrador é importante que você tenha em mente que ele é um cão de grande porte. Sendo dessa forma, ele precisará de exercícios constantemente.

Além dessa necessidade de exercícios ele precisa ser estimulado com brincadeiras e várias outras atividades diárias, justamente por que é da sua natureza a necessidade de brincar e de se socializar com o mundo.

Um ponto importantíssimo é que os labradores tem a tendência de sofrer com a obesidade. Algumas pessoas justificam que o problema é genético ( que em certa parte é verdade ) e algumas pessoas justificam que é apenas a ração.

Porém, a realidade é que com a pratica regular de exercícios físicos esse problema pode ser facilmente evitado, diminuindo as chances do seu cão ficar no sobrepeso ou até mesmo atingir a obesidade.

Cães que atingem a obesidade costumam estar propenso a varias outras doenças que podem fazer com que a sua saúde piore bastante.

Inclusive, o labrador naturalmente tem a tendência a ter algum problema nas suas patas traseiras, e é claro, a obesidade ou o excesso de peso pode fazer com que aconteçam algumas irregularidades na sua musculatura ou estrutura óssea.

No geral, esse cão exige apenas um cuidado maior quanto a sua ração ( que preferencialmente deve ser de melhor qualidade para evitar o ganho de peso ) e também quanto a sua quantidade de exercícios físicos diários.

Um bom veterinário para fazer o acompanhamento regular do animal também é fundamental, mas essa prática já é uma medida padrão.

No geral, o labrador não apresenta nenhum outro problema grave de saúde ou qualquer outra coisa que precise de um olhar muito atento. Eles são cães fortes e corajosos que costumam sempre estar de bem com a vida.

Seguindo esses cuidados seu cãozinho provavelmente não terá nenhum problema de saúde e certamente estará sempre à disposição para brincar ou para te fazer companhia seja o dia que for.

Outro ponto interessante, é que os labradores também tendem a ser extremamente bagunceiros ou desordeiros em alguns casos. E isso se dá pela sua natureza descontraída, energética e brincalhona.

Esse animal ao ficar sozinho sempre procura alguma coisa para fazer, seja para chamar a sua atenção, ou seja, para o deleite próprio. Por essa razão, caso ele apresente esse comportamento, talvez seja importante considerar o adestramento.

Afinal de contas, o gigante dócil pode fazer um bom estrago na sua casa pela sua força e também pela sua energia que tende a ser alta.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2.164 votes, average: 4,16 out of 5)

Sobre a Autora

Camila Bertolli

Olá, eu sou a Camila Bertolli, dona do blog e escritora a algum tempo!
Sempre que possível tento trazer os melhores conteúdos, então, acompanhem para se manterem atualizados. Não esqueçam de deixar seus comentários rs 🙂❤

Deixe um Comentário