Consulta

INSS

Informações adicionais sobre o InssSe você pretende ter estabilidade financeira depois de uma longa jornada de trabalho, se aposentar, passar um tempo com sua família, amigos e receber todo o mês sem se preocupar é só contar com a Previdência Social.

O INSS te assegura uma aposentadoria repleta de segurança e confiabilidade, foi desenvolvido com o intuito de reduzir a pobreza, atualmente mais de 28 milhões de pessoas recebem os benefícios, sendo eles de aposentadoria, ajudas em casos de doenças e acidentes, décimo terceiro salário, entre outros.

Com mais de 40 milhões de colaboradores, o INSS apresenta um vasto centro de informações para sanar todas as dúvidas, contando com quase 40.000 servidores, que podem ser encontrados em todos os lugares do Brasil.

Visando melhorar e facilitar sua vida, é possível realizar a consulta do extrato do INSS online, basta seguir alguns simples passos. Dessa forma, poderá observar os valores e datas e ficar por dentro de possíveis aumentos e reajustes no sistema e nos depósitos.

Qual o valor da contribuição?

O valor pago varia de acordo com a remuneração do indivíduo, podendo ser de 7,65% a 11%, com exceção do doméstico. Existe um valor máximo que pode ser atingido, o de 157,30 reais, para remunerações acima de 1.430,00 reais.

Para os que trabalham por conta própria o percentual será de 20% em relação ao total de salários da contribuição.

Quanto vou receber de aposentadoria?

Existem dois tipos de aposentadoria, a integral e a proporcional. Na integral a quantidade recebida é referente a 100% do valor do benefício e na proporcional, a quantidade recebida é referente a 70% do valor do beneficio e conta com um acréscimo de 5% por cada ano em que foi pago o INSS, desconsiderando o tempo mínimo de contribuição.

Novas regras para se aposentar por tempo de contribuição

Já estão em vigor as novas regras para a aposentadoria por tempo de contribuição, as mesmas incluem a idade e o tempo que a pessoa contribuiu.

A lei número 13.183/2015 estabelece a nova regra para aposentadoria, a  conhecida 85/95. A soma tem que resultar em um número igual ou maior a 95 no caso de homem, e resultar em um número igual ou maior a 85 no caso de mulher, lembrando que a contribuição mínima para homens é de 35 anos e para as mulheres é de 30 anos.

Por exemplo: Se levarmos em consideração um homem que contribuiu 35 anos e trabalhou 60 anos, ele poderá se aposentar de acordo com  a regra 85/95.

Mas esses números ganharam um digito a mais a partir do dia 31/12/2018 para reduzir o uso do fator previdenciário, ficando da seguinte forma: A soma terá de atingir 86 para as mulheres e 96 para os homens. E o ganho nos dígitos não param por ai

Veja aqui as restrições para poder se aposentar

A forma da lei 86/96 é válida de 31/12/2018 até 30/12/2020, após essa data os números ganharam um novo dígito e ficaram da seguinte forma: A soma terá de atingir 87 na caso de mulheres e 97 no caso de homens e essa atualização sera válida até 30/12/2022, após, a somatória terá de atingir  88 no caso de mulheres e 98 no caso dos homens.

A partir de 31/12/2024 a somatória para as mulheres terá de atingir 89 para as mulheres e 99 para os homens. E finalmente a ultima atualização acontece na data 31/12/2026, em que a somatória para as mulheres terá de atingir 90 e a somatória para os homens terá de atingir 100.

Simbolo do Inss do dataprevEntretanto, essa regra é opcional, apenas posicionada para evitar o fator previdenciário, caso queira se aposentar sem seguir esses parâmetros é possível, mas terá que obedecer o tempo minimo de colaboração, que permanece o mesmo, 30 anos para as mulheres e 35 anos para os homens, porém, nesse caso será aplicado o fator previdenciário podendo reduzir o valor mensal na aposentadoria.

E para quem já se aposentou?

A regra serve apenas para os que vão se aposentar, abrindo dois caminhos, o de seguir a ordem 85/95 e aceitar suas atualizações afastando o fator previdenciário ou cumprir o tempo minimo de colaboração e aposentar-se, sabendo que o fator previdenciário será aplicado, assim, implicando na redução do valor do benefício. Para quem já esta aposentado nada muda.

Por que essas mudanças?

As mudanças foram realizadas com o intuito de garantir a aposentadoria de maneira a aproveitar um período de trabalho somado a um tempo de contribuição, assim equilibrando contas e afastando o fato previdenciário, melhorando a qualidade de vida.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1.454 votes, average: 4,79 out of 5)

Sobre a Autora

Camila Bertolli

Olá, eu sou a Camila Bertolli, dona do blog e escritora a algum tempo!
Sempre que possível tento trazer os melhores conteúdos, então, acompanhem para se manterem atualizados. Não esqueçam de deixar seus comentários rs 🙂❤

Deixe um Comentário